É sempre um prazer receber a sua visita aqui, onde falo sobre o que faço e do que aprendo sobre Educação, Cidadania, Política da Vida enfim.
Acreditando sempre na Participação das pessoas como forma de melhorar o mundo em que vivemos

Sandra Negrini

quarta-feira, 9 de março de 2011

Gestão democrática e envolvimento de pais muda realidade em escola considerada modelo

Gestão democrática e envolvimento de pais muda realidade em escola considerada modelo



O vice-governador e secretário de Estado da Educação Flávio Arns A participação da comunidade escolar mudou a realidade da Escola Estadual Ângelo Trevisan, em Curitiba. Hoje, aos 60 anos de existência, a escola é reconhecida e premiada por suas práticas educacionais e pela forma de gestão compartilhada e democrática. Em visita à escola nesta sexta-feira (04), o vice-governador e secretário de Estado da Educação Flávio Arns aprovou o modelo adotado.

A participação da comunidade escolar mudou a realidade da Escola Estadual Ângelo Trevisan, em Curitiba. Hoje, aos 60 anos de existência, a escola é reconhecida e premiada por suas práticas educacionais e pela forma de gestão compartilhada e democrática.

A gestão escolar começou ser alterada em 1996, com mudanças significativas ao ambiente escolar e no convívio com a comunidade. Em visita à escola nesta sexta-feira (04), o vice-governador e secretário da Educação Flávio Arns aprovou o modelo adotado. “Esse entrosamento com a comunidade escolar deve ser buscado por todas as escolas. O reflexo positivo está nos resultados que a escola conseguiu atingir e na presença constante dos pais em suas atividades”, disse.

Ofertando ensino fundamental desde as séries iniciais, a escola Ângelo Trevisan vem alcançando excelentes notas no IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Na última avaliação, realizada em 2009, a escola superou a meta para aquele ano ao atingir a nota 6.6, ultrapassando também a meta nacional prevista para 2021, que é de 6.0.

Para a diretora Antonia Lobato, os resultados não teriam sido obtidos sem o envolvimento da comunidade escolar. “O nosso grande diferencial é que a comunidade apoia e participa. Soubemos que estávamos no caminho certo quando os pais começaram a tirar seus filhos de escolas particulares para estudarem conosco”, disse.

Valdir Ales, pai de aluna e diretor da Federação das Associações de Pais, Mestres e Funcionários das Escolas Públicas do Estado do Paraná – FEPAMEF/PR, ressaltou a importância do apoio das APMFs para o sucesso de práticas pedagógicas e projetos educacionais. “As APMFs estão em todas as escolas e podem contribuir muito. Nós pais temos que ter esse compromisso”, disse.

A escola Ângelo Trevisan oferece ensino fundamental de 2ª a 8ª séries e o anseio da comunidade escolar é que a oferta seja ampliada para o ensino médio. “A nossa comunidade aspira que esse trabalho continue e que a escola possa ofertar também o ensino médio, pois queremos que nossos filhos continuem estudando aqui”, afirmou Rosângela Lopes, presidente da APMF.

ANJOS DA ESCOLA – Graças ao apoio da comunidade, os alunos das séries iniciais da escola Ângelo Trevisan têm aulas semanais de inglês com uma professora contratada com recursos arrecadados pela campanha “Anjos da Escola”.

As doações são feitas por meio da conta de luz diretamente para a APMF. “Temos hoje 300 doadores que são pais e avós de alunos e ex-alunos. Hoje são repassados para a APMF cerca de 700 reais mensais”, disse Mário Jorge Massariol Marques, membro da APMF e funcionário da escola.

Está notícia foi publicada no Dia-a-dia Educação
http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/diadia

Endereço desta notícia:
http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/diadia/modules/noticias/article.php?storyid=2091


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é Fundamental!

Criação