É sempre um prazer receber a sua visita aqui, onde falo sobre o que faço e do que aprendo sobre Educação, Cidadania, Política da Vida enfim.
Acreditando sempre na Participação das pessoas como forma de melhorar o mundo em que vivemos

Sandra Negrini

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Educação vale a pena investir?


Educação é uma excelente opção de investimento
Muito se ouve falar e se ler que o Brasil deve investir pesadamente em educação, que o desenvolvimento de nosso país passa primeiro por ter um povo fortemente educado e muitas outras afirmações do tipo. A educação passou a ser o mote do discurso da imensa maioria das pessoas que debatem o desenvolvimento e o progresso brasileiro. Em que grau o nível de educação da população é relevante para elevar o desenvolvimento de um determinado país? O povo brasileiro tem um nível de educação elevado? É, realmente, importante o governo investir fortemente em educação? É importante as pessoas investirem seus recursos em educação e formação profissional?

Existem muitos exemplos de pessoas que conseguiram vencer na vida sem praticamente não terem estudado ou estudado muito pouco. Entretanto, essas são exceções que não devem ser levadas em conta no momento de se decidir em estudar ou não estudar. A educação e a formação profissional foram, são e sempre serão os meios pelos quais as pessoas podem encontrar o sucesso profissional e pessoal. Evidentemente que educação deve está aliada a outros fatores porque a educação sozinha pode não produzir os resultados desejados. Fatores como determinação pessoal, infra-estrutura, tecnologia e outros meios são fundamentais para que a educação torne-se a ferramenta de promoção da transformação da vida das pessoas e da nação.

Dois pesquisadores, Samuel Pessoa e Fernando de Holanda Barbosa Filho, da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro recentemente publicaram um trabalho onde tratam exatamente do retorno sobre a educação dos brasileiros. Segundo esse trabalho, apesar de haver muito esforços do poder público no sentido de elevar os gastos com educação ainda existe uma grande escassez de mão de obra qualificada, o que é evidenciado pelo alto nível de retorno que as pessoas obtêm ao investir em formação educacional. A taxa de retorno, o quanto se obtém de aumento no rendimento anual por cada R$ 100,00 gastos em educação, está em mais de 14%. Ou seja, mesmo considerando todos os gastos com as mensalidades escolares ou os gastos do governo com educação (se for pública), locomoção, alimentação, tempo, os rendimentos perdidos por não poder trabalhar enquanto está trabalhando (o custo de oportunidade), etc. ainda assim é muito vantajoso do ponto de visto de ganhos pecuniários para as pessoas, e consequentemente para o país, investir em educação.

Perceptivamente, pode-se observar que existem muitas coisas a serem feitas em nosso país para que possa ter uma possibilidade de sustentar níveis de crescimento de sua economia sem apresentar qualquer tipo de gargalo. Investir em rodovias, ferrovias, geração e fornecimento de energia e em áreas sociais como saneamento, moradia, saúde, alimentação são extremamente importantes e devem ser implementadas com toda força, eficiência e seriedade. Entretanto, a educação é o meio pelo qual que aliada às novas tecnologias pode elevar significativamente a produtividade das pessoas. Como várias pesquisas já mostraram, o nível de formação de nosso povo está muito aquém dos apresentados por diversos países com economia compatível com a nossa, o que eleva ainda mais a responsabilidade de quem quer que nosso país tenha sucesso na economia mundial. A educação deve ser uma das preocupações para quem vislumbra ter uma vida melhor. Se a pessoa não pode ser contemplada com a educação fornecida pelo governo é bastante conveniente que a adquira por meio do setor privado que lhe será muito vantajoso e lhe proporcionará um grande retorno em termos de ganhos financeiros.
Via Blog do Francisco Castro http://www.franciscocastro.com.br/blog/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é Fundamental!

Criação